8.5.06

AMARULA


Ele pode ser consumido puro, com gelo ou misturado com outros ingredientes, como por exemplo, café e até sorvetes. Cremoso e com gosto exótico, seu sabor exala o mais puro espírito selvagem da África. O licor cremoso AMARULA é puro feitiço. Tão singelo como os mitos e lendas que lhe deram origem. 

A história 
A história começou no mês de outubro de 1983 quando um sofisticado licor, destilado da exótica fruta de uma árvore da África Subsaariana, chamada maruleira (Sclerocarrya birrea), e que resultou em uma bebida clara, estável, rica e macia, foi introduzido no mercado da África do Sul pela pequena empresa Southern Liqueur Company of South Africa. A colheita da fruta era feita nos meses de fevereiro e março, suas sementes eram totalmente removidas, a polpa passava por um processo de fermentação, semelhante ao da fabricação de vinhos e, em seguida, por uma destilação em alambiques de cobre e depois envelhecia por dois anos em barris de carvalho.


A árvore maruleira, um verdadeiro tesouro botânico do continente africano, é conhecida como “Elephant Tree”, chamada assim pela predileção dos animais por essa fruta, o que explica o elefante no rótulo da garrafa do produto. Inicialmente extremamente limitado ao mercado da África do Sul e sem muito apelo comercial, somente em setembro de 1989 a linha de produtos foi aumentada com o lançamento de uma nova versão da bebida baseada em creme de leite fresco, o AMARULA CREAM. O sucesso do produto foi tão galopante, que pouco depois a empresa descontinuou a primeira versão da bebida em favor do novo licor cremoso.


Dois anos depois a empresa já estava exportando o produto para atender a uma demanda crescente em diversos mercados, tais como Brasil, Canadá, Alemanha e Reino Unido, e mais recentemente os Estados Unidos. E não demorou muito para o AMARULA ser considerado um dos melhores licores do mundo por respeitáveis associações. O produto cresceu rapidamente e se tornou um grande sucesso no mundo inteiro, pois podia ser consumido puro, “on-the-rocks” (com pedras de gelo), com gelo moído, ou ainda como ingrediente em diversos coquetéis, para dar um toque especial ao café, e até mesmo no preparo de deliciosas sobremesas. Ou seja: a grande versatilidade do produto permitia criações incríveis, tanto no bar como na cozinha.


De alguns anos pra cá, a marca adotou a estratégia de lançar a bebida em edições especiais, muitas delas com brides e incríveis presentes. Um exemplo aconteceu em 2010, durante a realização da Copa do Mundo de futebol, quando a marca criou uma versão especial da sua embalagem para o torneio: a garrafa ganhou uma cor mais escura e o elefante do rótulo foi substituído por uma taça da Copa do Mundo. Além disso, a empresa licenciou a marca para ser utilizada em outras categorias, como por exemplo, chocolates com recheio feito do tradicional licor. Em pouco mais de duas décadas no mercado, o AMARULA se tornou um dos principais ícones da África do Sul no exterior. E mais recentemente adotou um novo posicionamento para se consolidar como uma marca de bebida Premium, perfeita para ser consumida em casa, no bar, em um momento de lazer entre amigos ou até mesmo para relaxar. Extremamente versátil, o AMARULA tem o consumo comparável a um ritual, seja como aperitivo, opção para depois do jantar, como ingrediente em drinques, misturada ao café, vodca, ou simplesmente pura, para marcar uma ocasião especial.


Lendas e folclores 
A fama da marca AMARULA também foi construída em cima de folclores e do mistério do continente africano. Afinal a Maruleira ocupa uma parte sagrada e intrincada da cultura rural africana e é fonte de lendas fascinantes. Os animais que mais apreciam a pequena fruta oval com sua polpa ao redor de um caroço grande e muito duro, são os magníficos elefantes africanos, que chegam em manadas ou sozinhos e balançam as árvores para que as frutas caiam. Quando a fruta cai no chão, ela começa a fermentar, fornecendo um sabor doce - e um conteúdo levemente alcoólico. Mesmo os animais da savana farão qualquer coisa para comer essa exótica fruta. Além disso, a Maruleira é considerada a “Árvore do Casamento” entre os Zulus, que acreditam que ela conceda vigor e fertilidade para aqueles que se casam debaixo de seus galhos. Ainda hoje, as cerimônias de casamento tribais são realizadas à sua sombra. Os duros caroços encontrados dentro da fruta são geralmente secos e colocados em um colar que tradicionalmente simboliza o amor.


A relação com os elefantes 
A ligação da marca com os elefantes é tamanha, que ela está diretamente envolvida no projeto de pesquisa Amarula Elephant Research Programme conduzido pela Universidade de Kwa-Zulu Natal em Durban, África do Sul. O projeto foi criado para conseguir monitorar estrategicamente os animais, e assim, tomar decisões certeiras para a conservação dos elefantes na vida selvagem. Afinal, nada personifica o Espírito da África - a essência do AMARULA - tanto quanto o elefante africano. Símbolo duradouro, este gigante majestoso da savana africana evoca imagens eternas de uma vida selvagem não influenciada pela modernização, progresso e industrialização. Com uma forte associação da marca ao elefante africano, o AMARULA está intimamente associado a este animal por meio do rótulo de sua garrafa, de sua essência e pela fruta Marula, tão saboreada pelos paquidérmes e base deste licor cremoso de sucesso no mundo inteiro.


Local único 
A Amarula Lapa situada na província de Limpopo, cidade de Phalaborwa, África do Sul, é o centro de hospitalidade da marca, local ideal para experimentar o gosto natural do licor AMARULA CREAM. Localizada no bushveld (savana) fora dos limites da cidade, o local está próxima à fabrica onde o delicioso licor é produzido. A Lapa é projetada em estilo africano rústico (com a utilização de palha, pedra e madeira), saudando e recebendo o visitante de forma aconchegante na savana africana com um visual sem precedentes. O centro de hospitalidade permite que o visitante experimente as maravilhas e os encantos da savana africana ao mesmo tempo em que aprecia o licor no local de seu nascimento e conheça um pouco de sua história. Equipada para servir grupos de excursão de até 70 pessoas, a Lapa é a parada ideal na rota para o Parque Nacional Kruger, uma das principais atrações turísticas da África do Sul. Conferências, reuniões, lançamentos e eventos sociais podem ser conduzidos no local. As instalações de serviços de refeições são do mais alto padrão, enquanto uma visita à loja da marca local permite comprar lembranças da principal e mais famosa bebida da África do Sul.


A evolução visual 
O logotipo da marca passou por pequenas modificações ao longo dos anos, adquirindo um visual mais contemporâneo. Mantendo praticamente a mesma tipografia de letra, recentemente a identidade visual da marca ganhou uma nova aparência: a cor dourada perdeu espaço para um avermelhado, que remete mais ao ambiente das savanas africanas. Além disso, aos poucos a marca começa a retirar do nome a palavra CREAM.


A tradicional garrafa de AMARULA, com a inconfundível cor escura e um pequeno cordão em volta do gargalo, também passou por uma remodelação em 2011. Além de ficar um pouco mais alta e fina, a garrafa apresentou um novo rótulo, que adquiriu um visual mais limpo, moderno e sofisticado, onde as representações do elefante e da Marula tornaram-se mais proeminentes, para destacar a origem do famoso licor, a África Subsaariana. O fruto da árvore Maruleira é largamente consumido pelos elefantes, justificando o animal em relevo caracterizado no gargalo da garrafa. Essa representação também foi ligeiramente modificada para facilitar o reconhecimento dos consumidores.


Dados corporativos 
● Origem: África do Sul 
● Lançamento: 1989 
● Criador: Southern Liqueur Company of South Africa 
● Sede mundial: Província de Limpopo, África do Sul 
● Proprietário da marca: Distell Group Limited 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Jan Scannell 
● Faturamento: Não divulgado 
● Lucro: Não divulgado 
● Presença global: 140 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Segmento: Bebidas alcoólicas 
● Principais produtos: Licores cremosos 
● Concorrentes diretos: Baileys, Carolans, Kahlúa, Sheridan’s e Sangster’s 
● Ícones: Os elefantes e o fruto Marula 
● Slogan: The Spirit of Africa. 
● Website: www.amarula.com 

A marca no mundo 
O AMARULA é a segunda marca mais vendida mundialmente no segmento de licores cremosos, está presente em mais de 140 países e é líder em sua categoria em muitos deles, especialmente no Brasil, Alemanha, Canadá e Angola. O AMARULA foi eleito por 3 vezes consecutivas como o melhor licor do mundo pela aclamada “The International Wine & Spirit Competition”

Você sabia? 
O licor AMARULA ficou conhecido pelo slogan “The Spirit of Africa”
O mixologista oficial e embaixador da marca AMARULA, Pablo Moya, todos os anos prepara um variado cardápio de coquetéis para cada temporada tendo o cremoso licor como ingrediente principal. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 15/8/2013

7 comentários:

Cleber disse...

esse licor é muito bom minha namorada a gosta demais ela tem ate um apelido de marulinha kkkkkkkk

LELLA disse...

Olá! Parabéns pela compilação!

Levei um trecho, e linkando a página, num tópico na comunidade 'Harém Social Club' (Orkut).

Abraços,

Lara de Mello e Souza Bertolini disse...

Muito boa matéria! Bem organizada e checada. Adorei.

Anônimo disse...

Q história. E sempre bom saber oq estamos bebendo.

Anônimo disse...

Qual é o nome da fonte tipográfica da Amarula?

Tais Montenegro disse...

Excelente matéria. Parabéns! Muito boa mesmo.

Márcia Cajueiro disse...

Eh o meu licor favorito. Adorei ler a respeito dele.