22.5.06

BANANA REPUBLIC


Suas peças são versáteis, com camisas e calças de corte e acabamento impecáveis, vestidos simples e modernos, bolsas casuais e cores sóbrias. Suas lojas possuem um ambiente inusitado e bastante moderno. Tudo para agradar quem gosta de se vestir casualmente com peças versáteis, mas não recusa um pouquinho de luxo. Com esses adjetivos, a BANANA REPUBLIC se transformou em uma das marcas preferidas dos jovens de classe média americana com seu estilo único e inconfundível. 

A história 
A BANANA REPUBLIC, uma das mais fortes e bem-sucedidas marcas de roupas casuais do competitivo mercado americano, foi criada no dia 28 de novembro de 1978 com a inauguração de uma pequena loja temática de roupas e artigos para viagens baseada no estilo safári. Situada em Mill Valley, cidade localizada a 6.5 km ao norte de San Francisco, foi idealizada pelo casal Patrícia e Mel Ziegler, jornalistas que eram funcionários do tradicional jornal San Francisco Chronicle, mas que tinham uma enorme paixão por viajar e se aventurar por lugares exóticos. A loja, que na época se chamava Banana Republic Travel and Safari Clothing Company e possuía uma decoração peculiar, que incluía hélices de avião, jipes, folhagens, plantas artificiais e animais empalhados, rapidamente se tornou conhecida especialmente por suas calças Khaki e suas jaquetas extremamente confortáveis.


Outro fator importante para a construção do sucesso da marca foi seu tradicional e exótico catálogo de vendas (conhecido carinhosamente como travelogue), introduzido em 1979, e que utilizava fotografias belíssimas como pano de fundo para apresentar seus produtos. No ano de 1983, a empresa, então com duas lojas em funcionamento, um pequeno catálogo de venda e US$ 10 milhões de faturamento anual, foi adquirida pela gigante GAP Inc., começando assim um processo de expansão e modernização da marca com suas lojas ganhando um ambiente mais sofisticado e que remetia ao estilo de vida ao ar livre e uma moda mais casual chique.


Em 1984 o famoso catálogo da marca já atingia 1 milhão de pessoas e era responsável por aproximadamente 50% das vendas. Nos próximos quatro anos a marca experimentou uma explosão em suas vendas, resultado da inauguração de novas lojas em várias cidades americanas e da diversificação de sua linha de produtos. O resultado: a rede inaugurou sua centésima loja já em 1988. Porém, apesar do crescimento, por volta de 1989, a BANANA REPUBLIC assistiu suas vendas começarem a despencar. O diagnóstico era que o consumidor estava cansado do tema proposto pela marca. A partir daí, sob o comando da empresária Jeanne Jackson, a marca deu início a uma virada na sua forma de gestão, passando a focalizar o consumidor. Suas coleções ganharam cores vivas e estilo moderno focando um público consumidor mais jovem. Além disso, passou a oferecer joias e uma pequena linha de produtos em couro. Era o começo de uma grande virada, com as vendas triplicando e a marca se tornando moderna e extremamente desejada por uma juventude endinheirada e ávida por consumo.


Em 1995 a marca inaugurou sua primeira loja internacional em Vancouver no Canadá, iniciando um forte período de expansão, ingressando também no mercado japonês através da venda de seus produtos em lojas multimarcas. Nesta época começou uma forte diversificação de seu portfólio com o lançamento de sua primeira linha de produtos pessoais composta por cremes e cosméticos, além de uma coleção de acessórios para casa e presentes, acessórios versáteis como cintos, e o perfume Banana Republic for Men, apresentado ao público em 1996. Além disso, foi uma das primeiras redes de seu segmento a inaugurar lojas específicas para homens e mulheres. E novos itens surgiram em seu portfólio como bolsas, roupas íntimas e sapatos. Com mais de 200 lojas nos Estados Unidos e cinco no Canadá, a BANANA REPUBLIC atingia US$ 500 milhões de faturamento. Em 1997 a marca introduziu uma linha mais esportiva, composta de roupas e sapatos, chamada BR ATHLETIC. Ainda neste ano inaugurou suas primeiras lojas âncoras na cidade de San Francisco, Chicago e Waikiki.


Porém a maior mudança ocorreu em 1998 quando a marca lançou uma enorme campanha de marketing composta pelos primeiros comerciais de televisão, anúncio impressos e quiosques, inaugurados em vários centros comerciais espalhados pelo país, além do relançamento do famoso catálogo, que havia sido descontinuado dez anos atrás. Em 1999 foi a vez de lançar no mercado seu comércio eletrônico, proporcionando aos consumidores mais uma maneira de adquirir seus produtos, desta vez com toda a comodidade. Dois anos mais tarde, a marca introduziu uma coleção de roupas e acessórios para serem vendidos exclusivamente em sua loja virtual. O novo milênio trouxe grandes novidades como a inauguração de suas primeiras lojas no Japão (Tóquio e Yokohama) em 2005.


Em 2007 iniciou uma forte expansão internacional inaugurando lojas na Coréia do Sul, Kuwait, Indonésia, Malásia, Cingapura, Omã e Emirados Árabes Unidos, além de lançar seu novo perfume, chamado Cordovan, e a primeira coleção de óculos de sol e de prescrição. Em março de 2008, ano em que completou três décadas de sucesso, a marca inaugurou sua primeira loja (com 1.600m²) na Europa, localizada em Londres na famosa Regent Street, uma das mais badaladas e descoladas ruas da capital inglesa. Pouco depois, a BANANA REPUBLIC intensificou sua internacionalização com inaugurações de suas primeiras lojas franqueadas na Turquia, Arábia Saudita e Índia, entre outros países. Nos últimos anos a marca apresentou um novo conceito para suas lojas, que estreou em Las Vegas e no bairro do SoHo, além de inaugurar a primeira unidade exclusivamente para a venda de acessórios em edições limitadas. Outra novidade introduzida pela marca atende pelo nome RESERVE IT!, serviço pelo qual o consumidor pode comprar produtos online e retirar em uma loja mais próxima ou conveniente para ele.


Em 2014, a marca apresentou Marisa Webb como nova diretora criativa, cujo objetivo era transformar o conceito de lifestyle da grife, que pretende agora focar em visuais para serem usados fora do escritório, voltados para o dia a dia antes e depois do trabalho e, também, nos finais de semana, oferecendo roupas confortáveis e sofisticadas. Em março de 2015, dando continuação aos planos de renovar a BANANA REPUBLIC, a diretora criativa comunicou a inauguração de sua nova loja, em plena Quinta Avenida, em Manhattan. O espaço conta com dois andares e apresenta um novo conceito de decoração, que pretende derrubar o visual de “working women” da marca com toques de cores, um mix diferenciado de produtos, além de uma distribuição diferente de roupas e acessórios.


A evolução visual 
A identidade visual da marca sofreu apenas uma modificação em toda sua história. Isto ocorreu de forma radical depois que a BANANA REPUBLIC foi adquirida pela GAP em 1983. A mudança do logotipo aconteceu devido ao posicionamento mais sofisticado da marca adotado pelos então novos proprietários.


A marca possui ainda um tradicional monograma formado pelas iniciais BR, utilizado em muitos de seus produtos.


Os slogans 
The true outfitters of modern American style. 
Journey in style. (2011)


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 28 de novembro de 1978 
● Fundador: Patrícia e Mel Ziegler 
● Sede mundial: San Francisco, Califórnia, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Banana Republic, LLC 
● Capital aberto: Não (subsidiária da GAP Inc.) 
● Presidente: Andi Owen 
● Estilista: Marissa Webb 
● Faturamento: US$ 2.5 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 665 
● Presença global: 32 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Funcionários: 8.300 
● Segmento: Moda casual 
● Principais produtos: Roupas casuais e esportivas, acessórios e perfumes 
● Concorrentes diretos: Gant, Guess, J.Crew e Urban Outfitters 
● Ícones: O catálogo de vendas e as calças Khaki 
● Slogan: The true outfitters of modern American style. 
● Website: www.bananarepublic.com 

A marca no mundo 
Atualmente a BANANA REPUBLIC conta com mais de 660 lojas nos Estados Unidos, Canadá e em outros 30 países ao redor do mundo como Japão e Inglaterra, alcançando faturamento de US$ 2.5 bilhões anualmente. A marca tem sua loja âncora (flagship store) na cidade de San Francisco, localizada no charmoso endereço da Grand Avenue, em uma casa, construída em 1908, tombada pelo patrimônio histórico. Outro grande canal de venda da marca são as lojas do Free Shop que vendem produtos da BANANA REPUBLIC. Além disso, o comércio eletrônico da marca vende produtos para mais de 80 países, incluindo o Brasil, onde a marca pretende inaugurar sua primeira loja até o final de 2015. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 9/6/2015

2 comentários:

Paulinho disse...

Excelente matéria!!! Muito bem escrita e com informações bastante relevantes. Obrigado.

TintoSecco disse...

Maravilha de blog, adorei sua ideia, estou feliz de encontrar algo assim, informação clara e boas 'peças'.

Sucesso pra você e nas suas buscas, conte com meu acesso que só comecei...

Sensacionalll,
Obrigado