22.5.06

LA PERLA


Os valores da sedução, uma conquista definitiva das mulheres, são os primeiros sinais de um revolucionário culto ao corpo, sublinhado por transparências, rendas e formas que exaltam a figura feminina. E a marca LA PERLA faz isso com maestria através de seus produtos chiques e ao mesmo tempo pra lá de sensuais. Não por menos conquistou estrelas como Elle Macpherson, a cantora Madonna, a atrevida Dita Von Teese e a atriz Meg Ryan, que fazem questão de vestir lingeries da prestigiosa grife italiana. 

A história 
A LA PERLA, que se transformou em uma marca de alta costura em lingerie, foi fundada pela designer Ada Masotti em 1954 na cidade italiana de Bolonha, quando esta inaugurou um pequeno e modesto ateliê artesanal para confecção de espartilhos. A primeira coleção, batizada de LA PERLA (“a pérola” em italiano), era composta de lingeries (calcinhas, sutiãs, corpetes e cinta ligas) decorados com pedras semipreciosas e pérolas. O estojo forrado de veludo vermelho que servia de embalagem às suas criações, muito semelhante a um porta-joias, contribuiu para alcançar um incomparável sucesso no início dos negócios, e foi fonte de inspiração para a criação do nome da marca. O uso dos materiais mais exclusivos, o conhecimento profundo do corpo feminino e a fusão entre inovação e tradição serviram de rampa de lançamento para projetar a marca no mundo.


Na década de 1960, o filho da fundadora da empresa, Alberto Masotti, depois de graduar-se em medicina, assumiu o comando da LA PERLA dando início a uma expansão internacional da marca. Neste período a LA PERLA inovou ao oferecer lingeries ousados em várias cores, como vermelho, amarelo e lilás, em contrapartida ao tradicional bege, comumente utilizado na época. O sucesso de seus lingeries coloridos foi quase imediato. Outra novidade lançada pela marca italiana foi o conjunto de lingerie com cores diferentes, além de estampas florais.


Depois de duas décadas dedicando-se exclusivamente a confecção de lingerie a marca resolveu diversificar sua linha com o lançamento em 1971 da moda praia, composta por sofisticados biquínis e maiôs inspirados na alta costura. Neste mesmo período foi lançado o primeiro sutiã triângulo em seda da marca. Ainda nesta década, a LA PERLA começou a traçar um novo caminho no segmento de roupas íntimas ao lançar lingeries com lycra e tecidos que possuíam grande elasticidade, moldando-se ao corpo e dando uma aparência ainda mais sensual. Os novos lingeries proporcionavam maior maleabilidade e conforto, bastante ideal para as mulheres com pernas finas e bustos pequenos daquela época. Na década de 1980 a marca LA PERLA diversificou sua linha de produtos lançando uma coleção de óculos, o primeiro perfume (introduzido em 1986, acondicionado em um moderno frasco desenvolvido pelo designer Pierre Dinand, que apresentava formas delicadas imitando as curvas femininas), entre outros itens. As novidades em termos de lingeries foram muitas: passou a ser uma peça de sedução, para ser mostrada e confeccionada com diversos tipos de materiais.


Em 1991 inaugurou suas primeiras lojas próprias nos principais centros da moda no mundo: Milão e Paris. No ano seguinte marca italiana foi uma das primeiras na Itália a levar suas roupas íntimas para a passarela em um desfile realizado em Paris, onde uma das modelos vestida de palhacinho, em seda e rendas, usava chapéu e sapatos. Foi um verdadeiro sucesso. Nos anos seguintes a marca iniciou a abertura de várias lojas próprias em importantes metrópoles como Londres, Nova York, Barcelona, Hong Kong e Tóquio. Em 1994 introduziu um sutiã (Sculpture Bra) que deixava os contornos dos seios mais elegantes e ao mesmo tempo sensuais. Foi uma revolução e caiu no gosto das exigentes consumidoras da marca. A comunicação da marca nesta época se tornou mais ousada utilizando fotos de mulheres belíssimas e homens em uma espécie de transgressão aos valores tradicionais. O resultado foi o projeto chamado “Senso”, um catálogo livro onde os fotógrafos projetaram a elegância erótica da mulher em sonhos e transgressões através de fotografias sensacionais.


Nos anos seguintes a expansão da linha de produtos da marca teve continuidade com o lançamento de calças jeans; novos perfumes, como por exemplo, o Prive, introduzido em 1998; uma pequena linha de cosméticos; a coleção de prêt-à-porter (introduzida em 2002 e assinada pelo estilista Alessandro Dell’Acqua); uma coleção de lingeries mais ousadas e sexy, em 2003; e sapatos (introduzidos em 2007); entre outros produtos. Desde 2005 a marca vem apostando muito no mercado asiático (especialmente China) e no leste europeu com abertura de lojas nas principais cidades dessas regiões.


Em 2007, o grupo italiano foi comprado pela JH Partners LLC, sediada em São Francisco, então proprietária da Samsonite, por aproximadamente US$ 230 milhões. Os novos proprietários investiram na expansão internacional da marca italiana inaugurando novas lojas e também na criação de novos produtos, como o perfume La Perla J’aime La Nuit, que evoca noites românticas e a magia de uma linda mulher, envolta em um véu de segredos; o primeiro perfume masculino; e sua primeira coleção de roupas íntimas especialmente para noivas, composta por corpete, calcinha e sutiã feitos em tecidos macios e que receberam detalhes em renda Chantilly, além de uma linha especial para a noite de núpcias, com peças inspiradas na década de 1920. Recentemente, em meados de 2013, a LA PERLA foi vendida para holding SMS Finance, controlada pelo empresário Silvio Scaglia.


Hoje em dia, mãos hábeis e talentosas, capazes de transformar tecidos exclusivos e as mais delicadas rendas em verdadeiros objetos de desejo são responsáveis pela criação das principais coleções da marca italiana: La Perla (clássica), La Perla Black Label (uma coleção mais ousada, lançada em 2003), Malizia (mais acessível e voltada às consumidoras mais jovens), La Perla Villa Toscana (estilo mais casual e preço mais acessível), La Perla Studio (peças femininas e confortáveis em qualquer hora do dia), La Perla Maison (coleção de lingerie preta decorada com elegantes detalhes em renda), Resort (beachwear) e Joelle (camisolas e pijamas). Foi graças à sabedoria com que sempre celebrou o corpo feminino, que a LA PERLA se firmou nos dias de hoje como um das mais prestigiadas grifes de moda italiana. Prova disso são os corpos femininos que desfilam os produtos da marca tanto nos mais luxuosos quartos de hotéis, nas agitadas areias da chique e badalada Riviera Francesa, como em alguma ilha exótica da Indonésia.


A sedução do luxo 
Materiais exclusivos são os grandes diferenciais na composição das coleções da marca italiana. Os materiais utilizados na confecção de suas desejadas e sofisticadas lingeries são de altíssima qualidade e tecnologia. Um exemplo disso é que a LA PERLA resgatou uma antiga técnica criada pelos ingleses na confecção de rendas. Além disso, também são trabalhados o sutache (laços e fitas em seda) e o frastaglio, aplicações em relevo em tecidos de renda, tule ou outros.


Exemplos desse esmero na fabricação de suas peças não faltam. Como em 2006, quando a marca italiana resolveu prestar uma homenagem ao centenário da pintora mexicana Frida Kahlo, falecida em 1954. Olga Masotti, nora da fundadora da grife italiana, criou um colorido corpete (espartilho) inspirado nos traços marcantes da artista, considerada uma das mais importantes do século passado. O modelo, uma série limitada de apenas 50 exemplares no mundo, era todo bordado à mão com 3.500 cristais Swarovski. O preço da “obra de arte”: US$ 3.400. Pouco depois, em 2008, a marca criou uma sofisticada coleção de edição limitada inspirada em marca d’água (filigrana) com a utilização de joias e pedras preciosas.


Dados corporativos 
● Origem: Itália 
● Fundação: 1954 
● Fundador: Ada Masotti 
● Sede mundial: Milão, Itália 
● Proprietário da marca: La Perla Global Management S.r.l. 
● Capital aberto: Não 
● CEO: Tim Brasher 
● Faturamento: €107 milhões (2012) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: + 100 
● Presença global: + 80 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Funcionários: 1.500 
● Segmento: Moda de luxo 
● Principais produtos: Lingeries, roupas para dormir e perfumes 
● Concorrentes diretos: Agent Provocateur, Kiki de Montparnasse e Baci Lingerie 
● Ícones: Os materiais e a sensualidade de seus lingeries 
● Website: www.laperla.com 

A marca no mundo 
Os luxuosos produtos LA PERLA (roupas íntimas, camisolas, roupas prêt-à-porter, sapatos, perfumes, cosméticos, óculos, entre outros itens), além de serem vendidos nas melhores e mais chiques lojas de departamento do mundo, podem ser encontrados em mais de 100 lojas próprias espalhadas por 31 países como França, Itália, Estados Unidos, Espanha, Japão, Inglaterra, Alemanha, Rússia, China, Cingapura, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Líbano, Portugal, entre outros. Além disso, os produtos da grife podem ser encontrados em mais de 3.000 sofisticados pontos de venda no mundo. Os produtos da grife italiana são comercializados 67% na Europa, 16% na Ásia e 17% no mercado americano. 

Você sabia? 
A marca italiana também possui uma coleção de roupas íntimas e pijamas para homens (vendida sob a marca NERO PERLA). 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Newsweek, BusinessWeek e Isto é Dinheiro), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 19/11/2013

Nenhum comentário: