14.6.06

MITSUBISHI


Os veículos MITSUBISHI você vê nas ruas, nas estradas e, principalmente, fora delas. Emoção, velocidade, adrenalina. Para os proprietários de um automóvel da marca japonesa a vida é uma grande aventura. “Carros que inspiram” é a filosofia utilizada pela marca para produzir seus veículos, que se baseiam em paixão, desempenho e segurança, independente do terreno onde rodam. 

A história 
A história da montadora japonesa tem suas origens em 1870 quando o jovem Yataro Iwasaki, filho de uma família de samurais, trocou sua aldeia natal pela cidade de Osaka, onde se tornou um perspicaz negociante de arroz. Não demorou muito para o jovem empreendedor mudar de rumo, ingressando no segmento de transporte naval ao fundar uma pequena empresa de navegação com três velhos barcos a vapor, que exploravam rotas comerciais entre a China e a Rússia. Inicialmente a empresa se chamava Mitsukawa, do japonês “três rios”. Os três barcos passaram rapidamente a 30, tornando-se a maior companhia marítima do Japão. Em 1873, o nome da empresa foi alterado para Mitsubishi Shokai. Ao longo dos próximos anos a empresa ampliou suas atividades, atuando também na construção naval, na exploração de minérios, no setor financeiro (bancos) e na indústria pesada. Mais tarde, Koyata Iwasaki, quarto presidente da empresa e neto do fundador Yataro, anteviu o vasto potencial dos veículos motorizados e o papel que eles desempenhariam na economia japonesa. Com isso, a empresa começou a produzir automóveis em outubro de 1917 com o lançamento do MITSUBISHI MODEL A, sendo o primeiro carro em série fabricado no Japão. Este modelo, um enorme sedã para sete pessoas, tinha como característica uma carroceria totalmente feita a partir de madeira de cedo branco. Deste modelo foi produzido apenas 22 unidades em virtude do preço elevado de fabricação.


Nas próximas duas décadas a empresa se consolidou no mercado através de inovações, como por exemplo, o protótipo de seu primeiro caminhão em 1918; o primeiro automóvel com motor a diesel do país, em 1932; o primeiro ônibus de tamanho grande, introduzido também em 1932; o PX33, primeiro automóvel japonês com tração integral nas quatro rodas (4x4), produzido no ano de 1936 em colaboração com o governo japonês para fins militares; e o primeiro caminhão equipado com motor diesel. Com o fim da Segunda Guerra Mundial as grandes indústrias japonesas foram desmanteladas pelas forças aliadas e a MITSUBISHI foi dividida em três indústrias regionais, que estavam envolvidas com o desenvolvimento de veículos motores. Mesmo assim, em 1946, inovou ao apresentar um ônibus que poderia utilizar formas alternativas de combustíveis, introduzindo no ano seguinte o ônibus elétrico. Ainda nessa época a empresa apresentou outras inovações como o primeiro caminhão equipado com sistema de suspensão a ar e até uma scooter.


No começo da década de 1960, com a economia japonesa crescendo em um ritmo acelerado, a produção de veículos comerciais ganhou atenção especial, culminando com a introdução em 1962 do Mitsubishi 500, um veículo compacto para quatro passageiros que vinha de encontro às necessidades do mercado e das famílias japonesas. Este modelo se tornou o primeiro a ser testado em túnel de vento no Japão. Foi a partir desta época que vários modelos de sucesso foram lançados no mercado como o MINICA, um carro compacto para quatro passageiros; o COLT, um automóvel de passeio muito confortável; além do famoso modelo GALANT, que na década seguinte saboreou o começo do sucesso internacional da montadora japonesa, demonstrando a qualidade e alta performance de seus veículos. Nesta década a MITSUBISHI expandiu fortemente suas atividades pelo mundo, iniciando um sólido processo de globalização.


Na década de 1970 surgiu enfim a MITSUBISHI MOTORS, fundada oficialmente no dia 22 de abril de 1970 e com operação independente do grupo Mitsubishi Heavy Industries. No ano seguinte, um acordo com a montadora americana Chrysler, possibilitou a venda dos modelos Galant e Colt, introduzidos nos Estados Unidos como Dodge Colt, fato que elevou a produção anual da MITSUBISHI para 250 mil veículos. Pouco depois, em 1974, um acordo com uma empresa inglesa, possibilitou o início da distribuição de seus veículos no Reino Unido, começando assim uma enorme expansão no continente europeu, inaugurando em 1977 uma série de concessionárias, que permitiram a venda direta de seus veículos. Ainda nesta década a empresa inovou ao desenvolver em 1976 a revolucionária tecnologia de motor Silent Shaft (eixo silencioso). No final da década, pela primeira vez em sua história, a produção anual de veículos rompeu a barreira de 1 milhão de unidades.


Na década de 1980 a montadora japonesa ingressou oficialmente no mercado norte-americano com a instalação de uma subsidiária, apresentando aos consumidores, pela primeira vez, a marca MITSUBISHI. Em 1982, três modelos da marca (o sedã TREDIA, o CORDIA e o cupê STRARION) eram vendidos nos Estados Unidos através de uma rede de 70 concessionárias espalhadas por 22 estados. Além disso, desenvolveu o primeiro motor Turbo Diesel com economia de energia. Foi também nesta década que surgiu o modelo de maior sucesso de vendas na história da montadora: o veículo utilitário esportivo PAJERO. Já em 1987, a montadora lançou o primeiro veículo (Galant VR-4) a apresentar suspensão ativa eletronicamente controlada. No final desta década a montadora decidiu investir pesado no mercado americano, veiculando seus primeiros comerciais na televisão e elevando para 340 unidades sua rede de concessionárias. Com esta estratégia a MITSUBISHI atingiu a marca de 1.5 milhões de automóveis produzidos anualmente.


Em 1990 a MITSUBISHI MOTORS desenvolveu o primeiro sistema de controle de tração eletrônico do mundo, que mais tarde se tornaria uma função de segurança exigida legalmente em muitos países. A partir desta década entrou em cena o brilho dos modelos PAJERO no tradicional rali Dakar, e seu sucesso nas ruas de todo o mundo. Outro fator de sucesso para a montadora foi o desenvolvimento, em 1996, do motor com injeção direta de gasolina (GDI). Com o sucesso do modelo PAJERO, a montadora resolveu investir pesado no segmento de veículos utilitários esportivos, se tornando uma das melhores e mais respeitadas marcas neste segmento. Há alguns anos atrás, a MITSUBISHI introduziu no mercado seu primeiro carro elétrico, em resposta ao apelo do mercado e de seus consumidores para reduzir a emissão de gases poluentes na atmosfera. Sempre visionária e lançando tendências, a marca criou a MiEV (Mitsubishi Innovative Electric Vehicle) e desenvolveu tecnologias alternativas de propulsão, como veículos elétricos, híbridos e células de combustível. Assim é o iMiEV, que reduz a zero a emissão de carbono no ar e representa a visão de futuro e responsabilidade ecológica da empresa.


Em 2016, após o escândalo de ter fraudado testes de consumo de combustível no Japão, a Renault-Nissan comprou 34% das ações da MITSUBISHI MOTORS CORPORATION, formando assim a maior aliança automobilística do mundo (em volume de venda). A nova aliança envolvia compartilhamento de plataformas, fornecedores, manufatura e pesquisa tecnológica, em uma estratégia para redução de custos. Essa aliança é líder na produção de veículos zero emissão e desenvolve tecnologias inovadoras para veículos autônomos, conectados e acessíveis, com foco na mobilidade do futuro.


A linha do tempo 
1962 
Lançamento do MITSUBISHI MINICA, primeiro carro compacto da montadora. O modelo foi produzido até 2011. 
Lançamento do MITSUBISHI COLT, um automóvel compacto equipado com motor de 600cc que faria enorme sucesso durante décadas. A produção deste modelo foi encerrada em 2012. 
1966 
Lançamento da MITSUBISHI MINICAB, caminhonete de pequeno porte com tração nas quatro rodas. 
1968 
Lançamento da MITSUBISHI SPACE GEAR, uma van utilitária especificamente desenvolvida para trabalhos pesados. 
1969 
Lançamento do MITSUBISHI GALANT, um modelo sedã de porte médio-grande que se transformaria no primeiro sucesso internacional da marca. O modelo teve dez gerações e durou até 2012. 
1973 
Lançamento do MITSUBISHI LANCER, um sedã de porte médio. O modelo foi lançado em doze versões diferentes, desde o básico 1200cc até o poderoso GSR de 1600cc. Havia três estilos de carroceria: o cupê de duas portas, o sedã de quatro e o station wagon de 5 portas. Um dos modelos mais populares da marca teve várias gerações, vendeu milhões de veículos e sua produção foi encerrada no ano de 2017 (exceto na China, Taiwan e Brasil). 
1978 
Lançamento da MITSUBISHI L-200 (conhecida em alguns países como TRITON), uma das picapes de cabine dupla de maior sucesso no mundo. O modelo está em sua quinta geração. 
1982 
Lançamento do MITSUBISHI PAJERO (conhecido como SHOGUN no Reino Unido ou MONTERO em países como Espanha, Índia e Estados Unidos), veículo utilitário esportivo (conhecido em inglês pela sigla SUV) de maior sucesso da montadora. O automóvel era uma mistura de van com um jipe 4x4. Inicialmente só estava disponível o modelo de três portas com várias motorizações. Pouco depois esse modelo conquistou muitos prêmios ao redor do mundo, tornando-se um grande sucesso de vendas. Em fevereiro de 1983 a montadora lançou a versão longa, de 5 portas. Este modelo longo aumentou para sete lugares, com a adição de uma terceira fila, com bancos que podiam ser dobrados para os lados, ou também podiam ser combinados com os bancos da segunda fila para formar uma cama. A quarta geração do modelo foi apresentada no salão de Paris em 30 de setembro de 2006. 
1989 
Lançamento do esportivo MITSUBISHI ECLIPSE em parceria com a montadora americana Chrysler, que se tornou um dos ícones de esportividade/preço baixo, principalmente nos Estados Unidos. Duas gerações do modelo também ficaram conhecidas globalmente após protagonizarem os dois primeiros filmes da série Velozes e Furiosos. O modelo (um cupê esportivo compacto) fez enorme sucesso por seu grande desempenho, teve quatro gerações e sua produção foi encerrada em 2011. 
1990 
Lançamento do MITSUBISHI DIAMOND, um sedã de porte médio. Sua produção foi encerrada em 2004. 
Lançamento do MITSUBISHI 3000GT, um icônico carro esportivo com tecnologia pioneira, que incluía uma suspensão AWD total de alto desempenho e aerodinâmica ativa. Em 2000 sua produção foi encerrada. 
1992 
Lançamento do MITSUBISHI LANCER EVOLUTION, um dos veículos de maior sucesso da montadora. O modelo que surgiu nas pistas de competição do Campeonato Mundial de Rali (WRC), se popularizou e ganhou as ruas no ano seguinte. Em 2001, já com uma imagem consolidada, foi lançado o LANCER VII com motor de 280 cv, mudanças visuais nas suspensões e no controle de tração. Este carro chegou a ser usado no segundo e terceiro filmes da saga “The Fast And The Furious” (Velozes e Furiosos). Atualmente o modelo já está em sua décima geração. 
1994 
Lançamento da MITSUBISHI PAJERO MINI, versão mais compacta do famoso utilitário esportivo. Sua produção foi encerrada em 2012. 
1996 
Lançamento da MITSUBISHI PAJERO SPORT, versão mais esportiva do modelo original. Atualmente o modelo não está mais disponível nos mercados americano e japonês, mas permanece sendo vendido na Europa, Austrália, México, América do Sul e China. 
1998 
Lançamento da MITSUBISHI PAJERO PININ (no Brasil chamado de TR4), nas versões três e cinco portas. A palavra “Pinin” é derivada do italiano “Para mim”. 
2001 
Lançamento, no Japão, do MITSUBISHI AIRTREK, um veículo utilitário esportivo voltado para o segmento de luxo. 
Lançamento do MITSUBISHI ek WAGON, uma van compacta com porta deslizante na lateral. Nos anos seguintes foram lançadas inúmeras versões do modelo. 
2003 
Lançamento da MITSUBISHI GRANDIS, uma minivan de sete lugares produzida até o ano de 2011. 
2005 
Lançamento da MITSUBISHI OUTLANDER, primeiro crossover compacto do mundo a oferecer um motor ambientalmente amigável (antes se chamava Airtrek). Ao longo dos anos novas versões foram lançadas, como por exemplo, a Comfort (sete lugares). 
Lançamento da MITSUBISHI RAIDER, caminhonete de porte médio. O modelo não fez tanto sucesso e teve sua produção encerrada em 2009. 
2006 
Lançamento do MITSUBISHI i, mini-carro especificamente desenvolvido para as grandes metrópoles, onde a falta de espaço é um problema constante. Foi produzido até 2013. 
2007 
Lançamento da MITSUBISHI DELICA D:5, uma minivan de porte médio, capaz de transportar oito pessoas com espaço de sobra. 
2009 
Lançamento da MITSUBISHI i-MiEV, primeiro carro elétrico da montadora japonesa. Equipado com um motor magnético permanente este carro conseguia gerar uma boa capacidade de arranque para aumentar a velocidade atingindo 130 km/h de máxima. O modelo demorava aproximadamente sete horas até carregar totalmente as baterias de lítio se fosse ligado a uma tomada normal de 220V. Se fosse carregado em um posto em modo de carga rápida o tempo diminuía para aproximadamente trinta minutos. A autonomia anunciada com apenas uma carga de bateria era superior a 100 quilômetros. Até junho de 2016 foram vendidas mundialmente 37.600 unidades. 
2010 
Lançamento da MITSUBISHI ASX, uma moderna crossover compacta com estilo urbano. Em alguns mercados o modelo é conhecido como RVR ou OUTLANDER SPORT. 
2012 
Lançamento da MITSUBISHI MIRAGE, um automóvel subcompacto hatchback. A marca já tinha utilizado esse nome para carros da mesma categoria entre 1978 e 2003. 
2013 
Lançamento da MITSUBISHI OUTLANDER PHVE, primeiro veículo utilitário esportivo híbrido plug-in. O modelo reúne a tecnologia elétrica do iMiEV, a capacidade off-road da família Pajero e a tração do Lancer Evolution. Com tudo isso, é possível percorrer mais de 52 quilômetros sem utilizar gasolina. 
2017 
Lançamento da MITSUBISHI XPANDER, uma luxuosa minivan de sete lugares. 
Lançamento da MITSUBISHI ECLIPSE CROSS, um crossover compacto com proposta de utilitário esportivo. O nome que ficou famoso no cupê esportivo da marca retornou para batizar um crossover.


A relação com as competições 
A relação da montadora com as competições esportivas começou em 1962, quando participou com um MITSUBISHI 500 no Grande Prêmio de Macau, uma corrida realizada nas ruas, tendo como principal objetivo promover a venda do primeiro carro de passageiro do período pós-guerra. Desde então, a MITSUBISHI MOTORSPORTS, braço esportivo da montadora japonesa, centralizou as suas atividades esportivas nas competições de ralis, e tem sido uma força dominante na categoria. Como por exemplo, no WRC (campeonato mundial de rali), onde o modelo LANCER EVOLUTION se tornou uma verdadeira lenda ao conquistar quatro títulos.


Um dos laboratórios de testes da empresa foi aquele considerado o mais difícil e extremo do mundo, o Rally Dakar, no qual a MITSUBISHI é a única marca a sagrar-se campeã por 12 vezes em 37 edições do rali mais difícil do planeta. A primeira participação no tradicional rali Paris-Dakar (ainda se chamava assim) aconteceu em 1983 com a nova PAJERO, vencendo a tríplice coroa. A equipe MITSUBISHI MOTORSPORTS, depois de muita poeira, buracos, solavancos, trilhas fechadas, pedras, rios e alta velocidade, escreveu uma nova página nos livros da história das competições de ralis, ao conquistar a sétima vitória consecutiva no Rali Dakar em 2006. A participação da MITSUBISHI neste tipo de competição é considerada vital, pois a montadora utiliza toda a sua experiência e conhecimento das participações na competição para melhorar constantemente os seus automóveis.


A evolução visual 
A imagem de marca da MITSUBISHI surgiu a partir do símbolo da companhia que a precedeu a Tsukumo Shokai que usava três losangos sobrepostos nas bandeiras de seus navios, estilizações de uma planta aquática asiática. Este símbolo resultava do Kamon (“brasão”) da família do fundador da empresa Yataro Iwasaki e graficamente em conjunto com o brasão da família de Yamanouchi do clã de Tosa. Depois esta forma transforma-se a partir de um processo de depuração geométrica no símbolo baseado em um triângulo equilátero que se mantém até hoje. Esse logotipo, conhecido como “Three Diamonds” (Três Diamantes), começou a ser utilizado oficialmente somente em 1914. Formado por um diamante de três pontas simbolizava a resistência e a preciosidade. O símbolo veio do nome da marca: “Mitsu” (três em japonês); e “Bishi” (diamante).


O logotipo com a inscrição MITSUBISHI MOTORS foi criado em 1970. Em 2017, a marca apresentou sua nova identidade visual com uma tipografia de letra modernizada.


Os slogans 
Drive your Ambition. (2017) 
Brand New Day. (2016) 
Quality in Motion. (2013) 
Intelligent in Motion. (2010) 
Drive@earth. (2008) 
Driving With Style Courageus. (2008) 
Driven to Thrill. (2005) 
Pursuing the Origins of Car Engineering. (2005) 
Drive Alive. (2004) 
Engineered to Excite. (2003) 
Changes for the Better. (2002) 
Turn On Your Emotions. (2002) 
Heart-Beat Motors. (2000) 
Wake up and drive. (1999) 
Built for living. (1996) 
Creating together. (1994) 
Drive your world. (Brasil, 2015) 
4X4 é MITSUBISHI. (Brasil) 
Mitsubishi Pajero Full. The car. The legend. (Brasil)


Dados corporativos 
● Origem: Japão 
● Fundação: 1917 
● Fundador: Mitsubishi Heavy Industries 
● Sede mundial: Tóquio, Japão 
● Proprietário da marca: Mitsubishi Motors Corporation 
● Capital aberto: Sim (1988) 
● Chairman: Carlos Ghosn 
● CEO: Osamu Masuko 
● Faturamento: US$ 17.7 bilhões (2016/2017) 
● Lucro: US$ 45.8 milhões (2016/2017) 
● Valor de mercado: US$ 10.8 bilhões (março/2018) 
● Vendas globais: 1.030.454 unidades (2017) 
● Presença global: 160 países 
● Presença no Brasil: Sim 
● Maiores mercados: China, Estados Unidos, Japão e Austrália 
● Funcionários: 30.000 
● Segmento: Automobilístico 
● Principais produtos: Automóveis, utilitários esportivos e piacpes 
● Concorrentes diretos: Mazda, Toyota, Honda, Suzuki, Volkswagen, Kia, Hyundai, Subaru, Chevrolet, Peugeot e Ford 
● Ícones: O modelo Pajero e o tradicional logotipo “Three Diamonds” 
● Slogan: Drive your Ambition. 

A marca no Brasil 
Em 1990, o mercado brasileiro se abria para as importações. Depois de muito trabalho, em 1991, os primeiros veículos MITSUBISHI desembarcaram no país e a cidade de São Paulo inaugurou o primeiro ponto de venda da marca para comercializar a L200. Essas picapes não eram as mesmas saídas do Japão. Estavam elevadas do solo, equipadas com largas rodas cromadas, a imponência ressaltada pela adição de faixas laterais e pelo interior bem cuidado onde se incluía, além da sonorização, um distinto, caro e jamais imaginado revestimento de couro. As picapes, até então veículos de trabalho, foram convertidas em objetos de desejo para clientes em busca de diferenciação. A escolha deste segmento e o início da importação da Pajero Full, em 1992, foram um sucesso. Em apenas dois anos, a empresa já contava com 20 concessionárias em 18 cidades do país. Em 1995, era criado o primeiro rali de regularidade do país: o Mitsubishi Motorsports. Nova mania entre os apaixonados por carros, a competição off-road se tornou uma experiência de marca incrível. Mas a história da MITSUBISHI no Brasil começou a mudar exatamente no dia 15 de julho de 1998, quando saiu da linha de montagem da fábrica instalada em Catalão (estado de Goiás) a primeira MITSUBISHI L200, branca, com a morfologia típica do Brasil: cabine dupla, motor a diesel e tração nas 4 rodas.


Nos anos 2000, o estilo de vida 4x4 ganhou dois novos eventos de peso: a Mitsubishi Cup (rali de velocidade cross-country) e o Mitsubishi Outdoor (rali de estratégia e atividades culturais para toda a família). A presença constante nas provas off-road inaugurou uma linha de produção de carros especiais para competição. Rapidamente a MITSUBISHI conquistou uma posição de destaque nesse mercado. Pouco depois, em 2002, a marca lançou no mercado a Pajero TR-4, que se tornaria um sucesso em vendas. E no ano seguinte introduziu a picape L200 SPORT. O sucesso foi tamanho que, já em 2004, a vitoriosa marca de 100 mil veículos produzidos no país foi alcançada. Em 2007 a montadora lançou o primeiro utilitário esportivo 4x4 com motor Flex Fuel (rodando em uma combinação de gasolina, álcool ou ambos) do mundo, uma inovação que virava sinônimo de sustentabilidade. Em 2011, a marca ingressou no segmento dos sedãs, importando um dos carros mais conhecidos da marca, o LANCER. Em 2013 o modelo ASX passa a ser produzido em território nacional, fato que aconteceria no ano seguinte com o LANCER. A MITSUBISHI oferece apoio a seus clientes através de sua rede autorizada de revendas, mais de 150 unidades, presente em todo o território nacional.


A marca no mundo 
Atualmente a MITSUBISHI MOTORS, sexta maior montadora do Japão, oferece aos consumidores mais de 20 modelos diferentes de automóveis, que são produzidos em mais 20 fábricas instaladas em países como Estados Unidos, Rússia, China, Indonésia, Filipinas, Tailândia, Brasil e Japão. A empresa comercializa seus automóveis em mais de 160 países ao redor do mundo, possuindo ainda nove modernos centros de Pesquisa e Desenvolvimento, instalados em cinco países, como por exemplo, Japão, Alemanha e Estados Unidos. Em 2017 a MITSUBISHI vendeu mais de 1 milhão de automóveis no mundo todo. Com 129.160 unidades vendidas em 2017, a China se tornou o maior mercado da marca, graças principalmente ao sucesso do modelo Outlander, produzido localmente. 

Você sabia? 
Os maiores acionistas da MITSUBISHI MOTORS são a Nissan Motor Company (34%) e o Mitsubishi Group (20%). 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek, Isto é Dinheiro e Exame), jornais (Valor Econômico, Folha e Estadão), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 22/3/2018

3 comentários:

Anônimo disse...

gostariade ver a fabrica da mitsubishi em kawasaki

Anônimo disse...

Como conseguiria este logo em alta resoluçao? Obrigado luizrampazzo@hotmail.com

flavio disse...

Pretendo fazer meu Galant-98/2.0 -4cilindros-manual,rodar com multi- combustivel ou seja gasolina e alcool,isso é possivel? Tenho obtido informações que essa manobra é impossivel, isso é verdade? E se for,por que isso acontece?
Muito grato pela resposta
ABS
Flávio.