15.8.06

SAKS FIFTH AVENUE


Um sofisticado lugar para fazer compras. Ou como diriam os americanos “A Great Place to Shop”. Assim pode ser definida uma das mais tradicionais e elegantes lojas de departamento dos Estados Unidos: a SAKS FIFTH AVENUE. Amplamente retratada em inúmeros filmes de cinema, a rede de lojas evoca a elegância dos maiores e mais renomados estilistas americanos e europeus, oferecendo produtos, muito deles exclusivos, de alta qualidade para um público ávido pelo melhor. A SAKS, como ficou conhecida popularmente, é uma das mais emblemáticas e tradicionais lojas de departamento dos Estados Unidos. 

A história 
A história da tradicional loja de departamento SAKS FIFTH AVENUE começou com Horace Saks e Bernard Gimble, que haviam operado lojas de varejo independentes na rua 34th esquina com a Herald Square, na cidade de Nova York, no início de 1900. Ambos tinham o grande sonho de construir uma loja com produtos únicos e de alta qualidade. Com o apoio financeiro de ambas as famílias, compraram uma propriedade entre as ruas 49th e 50th, acima da badalada 5ª Avenida, parte nobre e essencialmente residencial, inaugurando a loja de seus sonhos no dia 15 de setembro de 1924. A SAKS FIFTH AVENUE, uma espécie de caixa de joias repleta de mercadorias raras, se tornou a maior loja de varejo localizada em uma região residencial da cidade na época. Oferecendo produtos masculinos e femininos de extremo bom gosto e altíssima qualidade, assim como um extraordinário programa de atendimento a clientes, se tornou sinônimo de elegância e glamour, frequentada pela alta sociedade americana.


Com a inesperada morte de Horace em 1926, Bernard assumiu o controle da empresa e com a ajuda de seu sobrinho, Adam Gimble, começou a construir um verdadeiro império. Uma das primeiras ações foi redecorar a loja com um opulento estilo moderno, criando espaços para as mais chiques marcas colocarem seus produtos a venda. Por anos a expressão “Very Saks Fifth Avenue” se tornou sinônimo de moda e luxo entre os americanos. Foi somente na década de 1970, época em que a loja havia se tornado um destino para os principais estilistas americanos, como Bill Blass e Oscar de la Renta, que a empresa iniciou um grande processo de expansão inaugurando unidades em outros estados americanos. Em 1978 a loja âncora de Nova York, cujos produtos de luxo e a apresentação atraíam celebridades como Grace Kelly e Jackie Kennedy, começou a ser totalmente remodelada, o que incluiu a instalação de escada rolante, no ano seguinte, além da construção de escritórios e depósitos, que ficaram prontos em 1990. A remodelação acrescentou mais 30% de espaço de venda na enorme loja. Em julho desse ano, a empresa foi comprada por investidores afiliados a Investcorp, dando início a um novo capítulo na trajetória da SAKS FIFTH AVENUE.


As mudanças começaram em 1992, quando o primeiro Outlet (loja de desconto com produtos 40% a 70% mais barato que os preços originais) da SAKS FIFTH AVENUE, sob o nome de Clearinghouse, foi inaugurado em Franklin Mills, estado da Pensilvânia. Dois anos depois, com o objetivo de fortalecer o nome da loja na costa oeste, comprou quatro lojas da antiga I. Magnin localizadas em pontos sofisticados de Beverly Hills, Carmel, San Diego e Phoenix. Em 1995 o nome do Clearinghouse foi alterado para Saks Off 5th. Ainda nesse mesmo ano inaugurou sua unidade em Beverly Hills, se tornando a maior loja de departamento do luxuoso bairro californiano. Somente em 2000, a tradicional e luxuosa loja de departamento ingressou no comércio online com a inauguração de sua página na internet.


Após ser fortemente golpeada pela crise financeira na importante temporada das compras de fim de ano em 2008, a varejista recorreu a uma tática radical de vendas promocionais — oferecendo, por exemplo, descontos de até 70% — que abalaram sua imagem no mercado de luxo. Porém, era uma saída para enfrentar os tempos difíceis. Mais recentemente a empresa, através de licenciamento, inaugurou lojas em Dubai, México e no Cazaquistão, iniciando assim sua expansão internacional. Em 2011, a SAKS FIFTH AVENUE cancelou as vendas da marca própria do estilista John Galliano após escândalo causado por declarações racistas e antissemitas que resultou em sua demissão da Dior. A empresa justificou a decisão: “Nós temos valores, como eu espero que as outras pessoas tenham. O que aconteceu não foi certo e não gostaríamos de oferecer os produtos dele em respeito aos nossos clientes e empregados”, disse na época a gerente geral da rede, Suzanne Johnson.


Em meados de 2013 a SAKS FIFTH AVENUE foi adquirida pelo Hudson’s Bay Company, conglomerado canadense do segmento de varejo, por US$ 2.4 bilhões. Com uma nova executiva no comando, a rede varejista anunciou a revitalização de sua icônica loja em Manhattan, com investimentos no valor de US$ 200 milhões, além de regionalizar algumas lojas, como por exemplo, em Beverly Hills, que será um centro para os estilistas e atrizes de Hollywood, enquanto a unidade de Bal Harbour, em Miami, deve atender mais à clientela hispânica, abandonando as roupas pretas, que são compradas mais pelos consumidores de Nova York e Boston, reduzindo assim a oferta de roupas de inverno. Afinal, a SAKS FIFTH AVENUE tem um público frequentador mais descolado e antenado em relação às tendências da moda mundial.


O símbolo do luxo 
A principal loja âncora da rede SAKS FIFTH AVENUE está localizada no número 611 da tradicional e badalada 5ª Avenida (entre as ruas 49 e 50) em um prédio de 10 andares com estilo clássico e antiquado. Inaugurada em 1924 a loja é um verdadeiro supra-sumo do luxo, sinônimo de estilo e elegância, oferecendo produtos das mais renomadas marcas americanas e europeias em um ambiente requintado e pomposo. Suas araras ostentam modelitos de marcas como Gucci, Chanel, Prada, Burberry, Donna Karan, Jimmy Choo, Armani e Ives Saint Laurent, entre outros. Cosméticos e perfumes recebem atenção especial, ocupando enormes áreas de vendas. A loja possui bastante espaço interno, um layout bem montado, transformando-a em uma verdadeira passarela para seus clientes.


Famosa pelos luxuosos sapatos das mais badaladas marcas europeias, a loja dedica o oitavo andar inteiro (cerca de 2.900 m²), sob o nome de seu CEP, 10022-SHOE, à exposição desses produtos (mais de 10 mil pares). Além disso, tem ótimos departamentos de roupas masculinas e infantis. Oferece uma linha de cama, mesa e banho de qualidade e atendimento de primeira qualidade. É imperdível o aconchegante café no 8º andar, com vista para as torres góticas da Catedral St. Patrick’s. Outra grande atração são suas vitrines chiquérrimas com ar mais moderninho, sempre de olho nos temas e tendências atuais. Por isso, a cada ano elas reservam surpresas imperdíveis aos transeuntes. Por exemplo, no natal de 2014, a SAKS buscou referências em contos de fada e nos anos de 1920, época em que foi fundada, resultando em uma vitrine art déco com Rapunzel pendurada no Empire State Building, entre outros personagens.


A evolução visual 
O antigo logotipo da SAKS FIFTH AVENUE já era usado desde 2003, porém muito pouco havia sido feito para criar um perfil para a marca, não existindo algum elemento que caracterizasse a marca, como o azul da Tiffany ou até mesmo o xadrez da Burberry. Muito pelo contrário, ao longo de sua história, a loja usou dezenas de logotipos desde a sua fundação.


Por isso, em 2007 a SAKS FIFTH AVENUE, resolveu reformular radicalmente sua identidade visual. O novo logotipo foi redesenhado por Joe Finnocchiaro, e baseado em um logo utilizado pela empresa em 1973. O designer colocou-o em um quadro preto, dividindo-o em 64 partes iguais. O resultado é um sistema que pode ser utilizado com várias combinações. Uma intervenção era necessária, pois além de enfatizar a sua história, a SAKS FIFTH AVENUE queria, principalmente, dizer que estão olhando para o futuro e que é um local onde se dedicam constantemente à qualidade. A nova identidade visual não atingiu somente o logotipo, mas também a decoração de suas lojas, embalagens e as tradicionais sacolas de compra.


Dados corporativos 
● Origem: Estados Unidos 
● Fundação: 15 de setembro de 1924 
● Fundador: Horace Saks e Bernard Gimble 
● Sede mundial: New York City, New York, Estados Unidos 
● Proprietário da marca: Saks Incorporated 
● Capital aberto: Não (subsidiária da Hudson’s Bay Company) 
● CEO: Richard Alan Baker 
● Presidente: Marigay McKee 
● Faturamento: US$ 3.1 bilhões (estimado) 
● Lucro: Não divulgado 
● Lojas: 47 
● Presença global: 5 países 
● Presença no Brasil: Não 
● Funcionários: 10.500 
● Segmento: Varejo (lojas de departamento) 
● Principais produtos: Roupas, acessórios, calçados, cosméticos, jóias e relógios 
● Website: www.saksfifthavenue.com 

A marca no mundo 
Atualmente a SAKS FIFTH AVENUE conta com 42 lojas em 22 estados americanos, além de lojas licenciadas em Dubai (Emirados Árabes), Cidade do México (2 unidades), Manama (Bahrain) e Cazaquistão, que vendem produtos de alta qualidade como roupas e acessórios de grifes famosas, cosméticos e perfumes, além de uma vasta seleção de utensílios para decoração. A empresa possui ainda outras 85 lojas SAKS OFF 5TH que vendem produtos com preços mais baratos do que a rede original. O site de comércio eletrônico da empresa despacha mercadorias para 91 países, incluindo o Brasil. 

Você sabia? 
A Dior desenvolveu um batom especial para a SAKS, que só é vendido lá. É um tom de rosa queimado na cor 611. 
A rede oferece a maior quantidade de sapatos Christian Louboutin no mundo. Ganha até da própria marca francesa. 
A empresa possui uma campanha social conhecida como “A chave da cura” (“Key for the Cure”), onde, durante um fim de semana do mês de outubro, as vendas realizadas tanto nas lojas físicas em todo o país, quanto no comércio eletrônico, tem uma porcentagem (algo em torno de 2%) doada à luta de combate ao câncer de mama. Desde 1999, quando deu início a campanha, a SAKS doou mais de US$ 35 milhões às organizações locais e nacionais do país. Essa forma de ajudar a comunidade fez com que a empresa fortalecesse sua marca no mercado. 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers). 

Última atualização em 14/2/2015

Nenhum comentário: