26.9.06

LIVRARIA SARAIVA


Foi o tempo que livrarias só comercializavam livros. A SARAIVA mantém em suas prateleiras muito mais que livros, proporcionando conveniência, cultura e entretenimento. O cliente pode passar horas agradáveis apreciando uma boa leitura em um ambiente aconchegante ou escutar músicas, assistir filmes, e se preferir comprar produtos de informática e papelaria. 

A história 
Tudo começou no dia 13 de dezembro de 1914 quando o português Joaquim Ignácio da Fonseca Saraiva, após duas décadas morando no Brasil, fundou a empresa Saraiva & Cia., um pequeno estabelecimento que comercializava livros usados. O imigrante, um apaixonado por livros jurídicos, que já havia trabalhado em uma livraria na cidade do Porto chamada Biblioteca do Cura da Aldeia, se aproximou de professores e alunos da mais tradicional faculdade brasileira de direito. O sebo, localizado no Largo do Ouvidor, bem próximo da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, recebeu o nome comercial de Livraria Acadêmica. Seu proprietário ganharia o apelido de Conselheiro Saraiva, em virtude das valiosas indicações que dava àqueles que frequentavam sua livraria. Em 1917, Joaquim editou o primeiro livro, Casamento Civil, de Aniceto Corrêa, inaugurando a fase editorial da livraria. Rapidamente, a pequena livraria tornou-se conhecida de professores e estudantes de direito frequentadores da região.


Nos trinta anos seguintes, a livraria teria como prioridade a área jurídica, que até então padecera da falta de qualquer esquema industrial, obrigando os autores a assumir os encargos da produção, financiamento e distribuição de suas obras. No ano de 1934 a editora estendeu suas atividades comerciais e começou a editar também livros didáticos, literatura geral, ciências, etc., ao mesmo tempo em que ampliou as atividades editoriais no campo jurídico e se tornou a mais conceituada editora desse tipo de obra no Brasil. Com a morte de seu fundador, em 1944, a livraria ganhou o nome dele, SARAIVA. Após sucessivos êxitos editoriais, em 1947 a empresa se transformou em sociedade anônima, com a denominação Saraiva S.A. - Livreiros Editores. Em 1967 a SARAIVA ingressou de forma decisiva no mercado dos livros didáticos, editando uma coleção de matemática para as quatro séries do então curso ginasial. O processo de crescimento e formação de uma rede de lojas se iniciou concretamente com a inauguração da segunda LIVRARIA SARAIVA em 1972, na Praça da Sé, marco central da capital de São Paulo.


No ano de 1978, a empresa ampliou a linha de livros universitário publicando, além de obras jurídicas, inúmeras outras sobre economia, administração e educação. Em 1994, reafirmando seu pioneirismo com as publicações jurídicas, a SARAIVA lançou, em formato de CD-ROM, a LIS (Legislação Informatizada Saraiva), um banco de dados sobre a legislação federal equivalente a 40 volumes impressos. Sempre atenta às tendências mundiais do varejo e de forma pioneira, em 1996, a empresa inaugurou suas primeiras lojas no conceito mega-livrarias, com o objetivo de proporcionar aos clientes entretenimento, cultura e conveniência em um único lugar. Foram inauguradas a Mega Store localizada no Shopping Center Eldorado em maio, e a Mega Store do Shopping Center Ibirapuera, em novembro, ambas em São Paulo. Este modelo inovador buscava atrair o público oferecendo lojas amplas e confortáveis, um amplo portfólio de produtos (livros, CDs, DVDs, papelaria, periódicos, informática, etc.), aliado a um serviço de atendimento aos clientes muito especial.


As grandes novidades dessas lojas eram: a Saraiva Music Hall, com uma completa seção de CDs e vídeos; e o Cyber Coffee & Book, um café que também oferecia acesso à internet, além de listening stations (para o cliente ouvir CDs) e DVDs stations (que exibiam trailers de filmes e shows). No ano 1998, entraram no ar, de forma ainda tímida, as operações de venda de produtos da SARAIVA por meio da internet, que inicialmente comercializava apenas livros, CDs, DVDs e games. Hoje, somam-se categorias como eletrônicos, informática, revelação digital, celulares, MP3, câmeras digitais e, ainda, a venda de produtos importados como livros, DVDs e CDs. Em 2003, dando sequência ao plano de expansão de suas atividades editoriais no segmento de livros didáticos e paradidáticos, a EDITORA SARAIVA adquiriu o controle acionário da Formato Editorial, empresa localizada em Minas Gerais. Essa aquisição adicionou aproximadamente 450 novos títulos ao catálogo da SARAIVA.


Um movimento estratégico importante que teve lugar durante o ano de 2007 foi a iniciativa da empresa em criar produtos que atendessem e antecipassem demandas do mercado educacional por conteúdos digitais. Neste mesmo ano a SARAIVA lançou o selo Saraiva Educação Multimídia. Na rede de livraria os investimentos foram alocados principalmente na expansão do número de lojas, com a inauguração recorde de sete unidades. No dia 6 de março de 2008 a empresa comprou por R$ 60 milhões a Livraria Siciliano, fundada em 1928, somando assim a sua rede mais de 50 lojas em quatorze estados brasileiros. Nos anos seguintes, as lojas da rede Siciliano foram reformadas, algumas fechadas e outras transformadas em SARAIVA. Em maio de 2009 a empresa lançou o Saraiva Digital Player, uma alternativa inovadora que permitia a venda e aluguel de filmes por meio de download. No ano seguinte, lançou o Saraiva Digital Reader, uma plataforma que permite a venda de Livros Digitais (e-books). Pouco depois, em 2013, a SARAIVA inaugurou sua primeira loja em aeroporto, no Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica). Além disso, anunciou o lançamento de seu self-publishing: Publique-se!, onde é possível transformar textos em livros digitais em apenas um clique.


Em 2014, ano em que a empresa completou 100 anos, foi lançado o Lev, primeiro leitor digital portátil da SARAIVA, que vinha com a plataforma de livros digitais disponíveis no ecossistema da empresa (531 mil títulos em língua estrangeira e 144 mil títulos em português). Pioneira no setor digital, também apresentou o novo comércio eletrônico que contava com layout moderno e tinha como objetivo oferecer ao consumidor uma experiência única e rica com acesso a uma gama de conteúdos relacionados ao mix de produtos disponíveis. O ano de 2015 marcou uma grande mudança nas atividades da SARAIVA, com a venda dos ativos editoriais, o que permitiu um foco 100% dedicado às atividades do varejo, que englobam as lojas físicas e o comércio eletrônico. Nos últimos anos, ao invés de brigar com as tecnologias digitais, a SARAIVA aumentou a aposta na internet e na oferta de diferentes tipos de produtos. Com isso, colocou em prática um plano de aproveitar ainda mais sua loja virtual para vender também assinaturas de revistas, cursos, passagens aéreas e até material esportivo. Além disso, fortaleceu o posicionamento em serviços financeiros, como a venda de garantia estendida e o seguro e proteção contra roubo e furto. A SARAIVA, empresa focada em educação, cultura e entretenimento, está presente em todas as fases da vida de seus clientes. A empresa opera por meio do conceito multicanal, que integra lojas físicas, internet e dispositivos móveis, com uma ampla gama de produtos e serviços.


A evolução visual 
A identidade visual da marca passou por pequenas alterações ao longo dos anos. Querendo se distanciar do título de livraria e caminhar para se tornar uma varejista que vende de tudo na área de informação e entretenimento, a palavra “livraria” foi retirada do logotipo. A identidade visual também pode ser aplicada sob um fundo amarelo.


Dados corporativos 
● Origem: Brasil 
● Fundação: 13 de dezembro de 1914 
● Fundador: Joaquim Ignácio da Fonseca Saraiva 
● Sede mundial: São Paulo, Brasil 
● Proprietário da marca: Saraiva S.A. Livreiros Editores 
● Capital aberto: Sim 
● Presidente do conselho: Jorge Eduardo Saraiva 
● Presidente: Jorge Saraiva Neto 
● Faturamento: R$ 1.89 bilhões (2016) 
● Lucro: - R$ 49.6 milhões (2016) 
● Valor de mercado: R$ 135 milhões (julho/2017) 
● Lojas: 113 
● Presença global: Não (presente somente no Brasil) 
● Funcionários: 3.860 
● Segmento: Varejo (livraria) 
● Principais produtos: Livros, DVDs, revistas, jornais, eletrônicos e artigos de papelaria 
● Concorrentes diretos: Livraria Cultura, Fnac, Livraria da Vila, Nobel e Amazon 
● Website: www.saraiva.com.br 

A marca no Brasil 
A SARAIVA é uma das maiores redes de livrarias do país possuindo atualmente mais de 110 lojas em 17 estados brasileiros, que recebem mais de 70 milhões de visitantes por ano. O site da empresa tem uma base ativa de 4.8 milhões de clientes ativos. Além disso, tem 13.8 milhões de clientes em seu programa de fidelidade (SARAIVA PLUS) e realiza mais de 4.700 eventos culturais por ano. A SARAIVA comercializa livros, itens de papelaria, música, filmes, games e softwares, telefonia, eletrônicos, periódicos, além de serviços de recarga de celular, venda de ingressos, cartão presente, cartões pré-pagos, seguros, assistência técnica, entrega garantida e entrega em domicílio. 

Você sabia? 
A SARAIVA possui dois conceitos básicos de lojas: Mega Stores (que possuem áreas de vendas de 460 m² a 1.800 m² e oferecem até 71 mil itens) e Lojas Tradicionais (que possuem áreas de vendas de 110 m² a 480 m² e oferecem até 15 mil itens). 


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Isto é Dinheiro, Veja, Época Negócios e Exame), jornais (Valor Econômico e Estadão), sites especializados em Marketing e Branding (Mundo do Marketing) e Wikipedia (informações devidamente checadas). 

Última atualização em 31/7/2017

3 comentários:

Anônimo disse...

Gosto da Saraiva porque conseguimos encontrar à maioria dos livros que estamos procurando, é a livraria onde comprava os livros didáticos quando estudante. Quando vou ao shopping acabo entrando em uma de suas lojas e está sempre perto da gente.

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver nosso Curso de Ingles. Daienne

Cupom Desconto Brasil disse...

Obrigado, ótimas informações sobre a Livraria Saraiva.