20.1.09

BARNEYS NEW YORK

A BARNEYS é uma verdadeira instituição da cidade de Nova York. Adorada pelo público descolado que não abre mão de marcas de luxo, é uma das mais famosas e fashions lojas de departamento dos Estados Unidos. Famosa por suas impecáveis e ousadas vitrines, além dos toldos vermelhos, reconhecidos a distância, a rede vende desde coleções de jovens estilistas a linhas secundárias de nomes badalados da moda como Marc Jacobs e Theory.

A história
A história da tradicional rede começou em 1923 quando Barney Pressman, com apenas US$ 500 provenientes da penhora de um anel de sua mulher, inaugurou a BARNEY’S CLOTHES, uma pequena loja de roupas masculinas. O pequeno espaço de apenas 46m², localizado na esquina da Avenida Madison com a Rua 61st em Manhattan, vendia roupas masculinas de 40 grandes marcas americanas, utilizando o slogan “No Bunk, No Junk, No Imitations”. As peças, vendidas a preços em conta, eram adquiridas em liquidações, queima de estoques e outlets, além de exemplares de mostruários. Para atrair a clientela o perspicaz comerciante oferecia estacionamento e ajustes nas peças de roupas completamente grátis. Com o sucesso e crescimento do negócio, mais três andares foram adicionados a loja em 1934. Desde essa época a BARNEYS passou a ser considerada um ponto de referência quando o assunto era sofisticação.


O comerciante utilizava ações agressivas para época com intuito de atrair novos consumidores: patrocinava programas de rádio exclusivamente voltados para homens com o famoso slogan “Calling All Men to Barney’s”, colocava mulheres vestidas apenas com barris para distribuir caixinhas de fósforos com o nome e endereço da loja, e chegava a alugar barcos para transportar até 2.000 consumidores de Long Island para Manhattan. Até a década de 60 a loja era conhecida por vender mercadorias masculinas a preços competitivos. Porém, a partir de 1964, a loja começou a oferecer mercadorias de alta qualidade e preços elevados. Era o início da BARNEYS, luxuosa e chique, dos dias de hoje.


A década de 70 foi marcada pela expansão do espaço físico da loja, que se tornou enorme. Foi também nesta década que a loja passou a vender mercadorias de luxo de estilistas europeus como Bill Blass, Pierre Cardin, Christian Dior e Hubert de Givenchy. Também foi a primeira loja americana a oferecer a coleção completa de Giorgio Armani através de um contrato de exclusividade assinado em 1976. Foi também neste ano que a loja começou a oferecer roupas e acessórios de mais de 20 grandes estilistas para o público feminino. No ano seguinte a loja passou a contar com departamentos que vendiam utensílios para casa, cosméticos e presentes em geral. Nesta época, o restaurante interno da loja, chamado The Pub, foi renomeado The Cafe, e passou a oferecer um cardápio mais sofisticado para melhor atender as expectativas de seus clientes. No final desta década, em 1979, a apóstrofe do nome BARNEYS foi retirada e se tornou oficial em 1981.


Finalmente, em 1986, em um espaço adjacente a loja, o novo departamento feminino com 6.500m² foi inaugurado, contendo também um salão de beleza, antiquário, seção de presentes e um restaurante. Dois anos depois a empresa inaugurou uma loja masculina de 930m² no Distrito Financeiro da cidade. Foi nesta época que a BARNEYS começou a inaugurar outras lojas fora de Manhattan, incluindo a primeira unidade internacional, localizada no Japão, em 1990; além de inaugurar unidades regionais com tamanho menor, lojas de descontos (chamadas Outlets) e a rede CO-OP BARNEYS NEW YORK, lojas que vendem roupas mais descoladas e casuais para um público mais jovem em um ambiente mais descontraído e com preços mais acessíveis.


A BARNEYS foi comprada em 2004 pelo Jones Apparel Group por aproximadamente US$ 400 milhões, que subseqüentemente abriu novas lojas pelos Estados Unidos. Em junho de 2007 a rede de lojas de departamento de luxo foi vendida novamente por US$ 942 milhões para Istithmar (que significa investimento, em árabe), uma empresa de investimento privada estabelecida três anos atrás, que pertence ao governo de Dubai. Os novos proprietários continuaram aproveitando as oportunidades de crescimento da rede, sem mudanças radicais nas estratégias de negócios da empresa. Desde o início do novo milênio, o mercado de luxo tem se tornado mais importante, assim como o desempenho da marca em si, que possui um potencial internacional. A empresa já tem operações licenciadas no Japão e com a venda da BARNEYS para um investidor árabe, a expansão para a Europa e o leste asiático parece ser o próximo passo.


A linha do tempo
1985
Lançamento da CO-OP BARNEYS NEW YORK, uma loja que vendia artigos de jovens designers emergentes.
1990
Inauguração da BARNEYS NEW YORK em Tóquio no bairro de Shinjuku.
1992
Inauguração da BARNEYS NEW YORK na cidade de Chicago.
1993
Inauguração da BARNEYS NEW YORK em Yokohama no Japão.
1994
Inauguração da BARNEYS NEW YORK, com 11.000m², na badalada Beverly Hills na Califórnia.
2004
Inauguração da BARNEYS NEW YORK na cidade de Boston.
2005
Lançamento do comércio on-line, que transformou o ambiente requintado e diversificado dos produtos de suas lojas em um ambiente digital.
2006
Inauguração da BARNEYS NEW YORK na cidade de Dallas.
2007
Inauguração da BARNEYS NEW YORK na cidade de San Francisco.
Inauguração da BARNEYS NEW YORK em Tóquio no descolado bairro de Ginza.
2008
Inauguração da BARNEYS NEW YORK na cidade de Las Vegas.
2011
Lançamento, através de seu comércio eletrônico, da entrega internacional para 90 países, incluindo Canadá, Coréia do Sul, Reino Unido, Austrália e China. A partir deste momento, os clientes da BARNEYS no exterior podem ter a mesma experiência de compras online disponível para os consumidores americanos podendo fazer o pagamento na moeda preferida com serviços de transporte e manuseio internacionais.


O templo
Sua principal e mais conhecida loja, localizada no número 660 da Avenida Madison, região de Upper East Side, em Manhattan, se tornou a única loja de departamentos, que mais parece uma butique, onde se misturam o estilo clássico e o avant garde. Além de representar um dos maiores templos do consumo de luxo, a BARNEYS NEW YOYK é uma instituição que é a cara de Manhattan com suas famosas vitrines e vasta oferta de marcas famosas. A BARNEYS é muito conhecida por ser o ponto de encontro entre os mais clássicos nova-iorquinos do Upper East Side com a elite do mundo fashion do Downtown, exibindo peças de marcas cultuadas como Proenza Schouler, Miu Miu, Marc Jacobs, Comme des Garçons, Balenciaga e Prada. São nove andares (totalizando 22.000 m²) que incluem terraço, bar, restaurante (chamado Fred’s, que possui um cardápio nota 10, além de uma das melhores pizzas da cidade), SPA (Chantecaille Energy Spa), seção de cosméticos, acessórios, utensílios para a cozinha e casa, móveis, sapatos e até alianças de casamento, que segundo diz a crítica, são os mais elegantes e inovadores de toda Big Apple.


Dados corporativos
● Origem:
Estados Unidos
● Fundação: 1923
● Fundador: Barney Pressman
● Sede mundial:
New York City, New York
● Proprietário da marca: Istithmar PJSC (governo do Dubai)
● Capital aberto: Não
● Chairman: Ahmed bin Sulayem
● CEO: Mark Lee
● Faturamento:
Não divulgado
● Lucro: Não divulgado
● Lojas: + 60
● Presença global: 2 países
● Presença no Brasil: Não
● Funcionários: 2.500
● Segmento: Lojas de departamento
● Principais produtos: Roupas, acessórios, cosméticos e móveis
● Principais concorrentes: Bergdorf Goodman, Henri Bendel e Bloomingdale’s
● Ícones: Os tradicionais toldos vermelhos nas fachadas das lojas
● Website: www.barneys.com

A marca no mundo
Atualmente a empresa possui 13 lojas BARNEYS NEW YORK (chamadas de Flagship Store), duas lojas regionais (Chestnut Hill e Seattle), 23 lojas da marca CO-OP BARNEYS NEW YORK (em cidades como Nova York, Miami, Chicago, Houston, Atlanta e San Diego), 14 lojas de desconto (BARNEYS OUTLET), todas em território norte-americano, além de quatro unidades no Japão que operam sob licença da Sumitomo Corporation e outras cinco unidades sob o conceito de loja de desconto.

Você sabia?
O senso de humor e estilo da marca se manifesta em suas campanhas publicitárias criativas, temas originais de datas comemorativas e vitrines célebres.
Na aclamada série Sex and the City, a personagem central, Carrie Bradshaw (interpretada por Sarah Jessica Parker), fazia visitas constantes e obsessivas na BARNEYS NEW YORK para comparar, principalmente, sapatos.


As fontes: as informações foram retiradas e compiladas do site oficial da empresa (em várias línguas), revistas (Fortune, Forbes, Newsweek, BusinessWeek e Time), sites especializados em Marketing e Branding (BrandChannel e Interbrand), Wikipedia (informações devidamente checadas) e sites financeiros (Google Finance, Yahoo Finance e Hoovers).

Última atualização em 24/8/2011

Um comentário:

Anônimo disse...

Barneys é também a loja preferida de Serena van der Woodsen e Blair Waldorf, personagens da série Gossip Girl. Além de ser cenário de ficções, como de Becky Bloom, protagonista de "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom". -Maria Júlia Gadelha Xavier Martins.